Skip links

O perigo do açúcar na alimentação das crianças

Há uma quantidade surpreendente de açúcar em bebidas e alimentos populares infantis, por isso, se você quiser reduzir o açúcar, eles são um ótimo lugar para começar. Temos várias dicas simples e trocas fáceis de bebidas e comidas para ajudar.

Quais bebidas devo dar aos meus filhos?

Água e leites de baixo teor de gordura são sempre as melhores escolhas quando se trata de bebidas para os seus filhos. A água é um inibidor de sede sem açúcar. O leite tem cálcio, que ajuda a manter o corpo do seu filho forte e faz parte de uma dieta saudável e equilibrada.

Se sua família está tentando reduzir o açúcar, a boa notícia é que há muitas opções mais saudáveis por aí, então dê uma olhada nessas ideias de troca e dicas simples para ajudá-lo a escolher algo menos açucarado.

Um estudo, publicado no jornal científico Obesity, foi feito com 43 crianças com idade entre 9 e 18 anos, obesos, diagnosticadas com síndrome metabólica e com ao menos uma comorbidade, que poderia ser hipertensão, colesterol alto ou triglicérides alto. Em média, 27% das calorias deles vinham do açúcar. Então, os especialistas do Hospital Infantil Benioff, da Universidade da Califórnia, resolveram trocar a quantidade de açúcar de suas dietas por outros carboidratos com amido, mantendo nas dietas as mesmas proporções de gordura, proteínas e carboidratos, para que não houvesse mudança no peso das crianças.
Portanto, eles trocaram itens como iogurte adoçado com açúcar, doces e molhos açucarados por itens como baguetes, salsichas de peru e salgadinhos de batata assada. O único açúcar na dieta vinha de frutas frescas.
Eles então monitoraram algumas taxas, como os níveis de colesterol e triglicérides, glicemia, batimentos cardíacos, pressão arterial, insulina e ácido úrico. Em 10 dias, as crianças estudas já mostraram melhoras em todas essas taxas, que apesar de pequenas, são significativas para esta quantidade de tempo, ainda mais considerando que as crianças continuaram com o mesmo índice de massa corporal (IMC). Por exemplo, o colesterol LDL, ligado a mais problemas cardiovasculares, reduziu em 10 pontos. A pressão arterial caiu 5 pontos e os triglicérides caíram 33 pontos. Mesmo as quantidades de insulina no corpo caíram, o que indica uma menor resistência ao hormônio, que coloca a glicemia dentro das células.
A conclusão dos especialistas é que o açúcar tem um papel importantíssimo para o desenvolvimento da síndrome metabólica, já que nem todas as calorias se formam do mesmo jeito, mostrando que seus malefícios vão além de sua influência no peso ou acúmulo de gordura. Portanto, vale a pena reduzir os itens açucarados da dieta, mesmo quando não se quer emagrecer. Apesar do estudo ter sido feito com crianças, os estudiosos acreditam que os adultos também devem ter cuidado com esse ingrediente.

 

Devo cortar

As bebidas energéticas não são adequadas para crianças, especialmente menores de 16 anos – elas podem conter muita cafeína e açúcar. Ter bebidas energéticas pode estar relacionado à dificuldade em dormir, dores de cabeça e ansiedade.

Refrigerantes podem ser trocados por sucos naturais com baixa adição de açúcares.

Doces e bolos de aniversário, muito raramente em datas especiais.